segunda-feira, 25 de maio de 2009

The Ways You Do, The Things You Do

.
.
As influências sujas.
Você não vê um pai indicando ao filho uma obra de Damian Hirst.
Pollock.
Você com certeza não vê um pai indicando a um filho um filme de Pasolini.
Bunuel.
Parentes podem até ser bons conselheiros.
Mas no sentido de abrir mentes, é difícil.

Porque as 'boas-más' influências vem das ruas.
Filme não convencional; vai ser no máximo Fellini, a indicação familiar.
Arte não convencional? um Picasso e olhe lá.
Mas não queira também tudo de mão beijada.
Você que corra atrás.
E você vai querer também, porque os pais sempre estarão errados.
Pelo menos até você fazer 30 anos.

E ai você vê como fica cada vez mais parecido com eles.

video
............Red Hot Chilli Peppers & Parliament Funkadelic


Mas, antes disso, você vai fazer sua trilha.
E tem coisas que acabam por moldar sua personalidade.
Se não permamentemente, pelo menos no momento.

Foi comigo em relação à black music, funk music.
Um achado, que estava ali na esquina já tinha anos, bem antes de eu nascer.
Porque eu era do rock'n'roll.
Com (quase) todos os pejorativos possíveis do termo.

Pois a black music já foi o rock, já foi o jazz, já foi o soul, já foi o funk.
Ainda é o funk.

Um arco grande.
Funkadelic!
Essa banda, criação do malucaço George Clinton, acho que até hoje não teve sua dimensão medida.
Que não tenha.

E essa black music que me fez olhar pro meu próprio umbigo.
A voltar a ouvir música brasileira.
Porque durante a aborrescência, era a música dos pais, dos tiozões.
Era chato.
Mas dar uma olhada pra fora do muro?
Novos caminhos.
Que acabaram por me redirecionar pra dentro de casa.
Irônico.
Pra prateleira onde estavam os Jorges, Tims, Toms, Joões, etc.
Prateleiras velhas.
Como nossos pais.


video
................................Jorge Ben & Trio Mocotó

Mas isso não foi uma derrota.
Justamente o oposto.
Só descobri que o Sid Vicious não era o único malandro.
Na boa, Adoniran era mais, muito mais.
.
.

Um comentário:

Talitah Sampaio disse...

Adorei seu texto...e concordo....apesar de ter tido sorte com as influências...rsrsrs

vi que gosta de arte, quando puder visiste meu blog
bgeijos