quinta-feira, 12 de março de 2009

Suave coisa nenhuma


. .
O que você entende por MPB?
Sexagenários cantando sem fôlego glórias antigas?
Jovens saudosistas cantando músicas mais velhas que os pais deles?
"Modernos" estudantes sadios que nunca subiram o morro saudando a alvorada?

Ou acha que MPB é um rótulo ridículo?
Ou acha MPB ridícula...
Ou que essa mesma MPB, acabou?

Depende do tamanho do seu preconceito.
Se for grande, a dita nem devia ter começado.
Se for mediano, ela morreu faz tempo.

Se você não tiver preconceito, ela está mais ativa e livre como nunca esteve.
Livre de intelectualismo.
Livre de consenso.
Livre.

video

Ninguém sente dissabor...


P.S.: Quem não conhece a "saga" de Jeremias, o que acho difícil, procure no Tube.
Ou no Wikipedia.

Mas é só um exemplo.
Muitos já foram malditos também.

O intelectual aqui é você.
Faça sua tese.


. . .