quarta-feira, 4 de março de 2009

Tell me how, how does it feel?

. . .
O ano é 1989.
Mas confesso que realmente, digo realmente de prestar atenção e ter às mãos aquilo, por volta de 95, 96.
Eu sei que é assustador, ainda mais nesses tempos de "quero ouvir baixo agora e escuto".
Ou também porque, como interessado na cultura popular, demorei tanto.
Mas você não sugava tudo tão vorazmente até metade da década de 90 como faz hoje em dia.
Não tinha net.
Era vinil, basf velha ou cd.
CD pra mim, foi só lá por 95, 96.
E eu tinha só 10 anos.

Mas o ano é 1989.
Os malditos Guns'n'aff fingiam ser algo.
E muitos caiam.
Tiveram publicações que tiveram a pachorra de saudá-los como o resgate do rock.
Bem, já falei aqui sobre o que penso disso.
Na minha cabeça, o tal resgate, naquele ano, vinha da Inglaterra.
Mais precisamente Manchester.
Mais diretamente, outro "Roses".
Os Stone Roses.

Na verdade, não tinha quase nenhum cliché.
Não tinha tatuagens.
Não tinha Harley Davidson.
Não tinha pose.
Digo, tinha sim, a de tédio do vocalista Ian Brown.
Tédio ao rock machão?
Tédio ao comportamento idiota do fã?
Tédio do próprio tédio?
Tudo isso.
Só a música que não era entediante.

Tenho entre minhas bandas favoritas, duas nítidas influências dos Roses.
Uma é Byrds, banda, sendo bem ridículo e pouco objetivo, uma das criadoras do folk-rock e do country-rock.
A outra, Can, é uma banda alemã setentona meio progressiva, mas com uma idéia de experimentação mais cabível nos dias de hoje.
Sempre considerei as duas bandas em universos distintos, apesar de possíveis relações.
Ian Brown e sua turma conseguiram unir essas possibilidades.

Tenho pra mim uma trinca de canções deles como essenciais.
Fools Gold.
Waterfall.
Don't Stop.
Don't Stop, na verdade, é mixagem em estúdio de Waterfall, invertida, picada, reestruturada.
Os Beatles já faziam isso na década de 60, eu sei.
Mas os Roses conseguiram atualizar isso, tornar dançante.
E novo.
Misturar Can, Byrds, Beatles, dance music?

video

Stone Roses - Waterfall (apresentados por Tony Wilson)



Consegue imaginar Axl Rose fazendo isso?
Consegue imaginar Axl Rose fazendo isso soar legal?
Consegue, depois de tudo, imaginar algo legal do Axl Rose?
Ian Brown faz uma careta de tédio só de pensar.
Eu também.


P.s.: Assumo que na minha segunda investida fracassada de ter uma banda, tudo que eu queria é que a minha guitarra soasse como em uma dessas 3 músicas dos Stone Roses.
Mas depois descobri o fabuloso universo da soul music.

E isso é uma outra história.

.
.
.

Um comentário:

Samir disse...

Que bonita essa música do stone roses, Dá vontade de comer iogurte, sucrilos, beber quick de morango umas coisas assim, entende?